fbpx

Menu

A AGGV nasceu na perfeita simbiose dos valores da família, da amizade e do amor comum à ginástica. Como membro da direção e como mãe sinto tudo intensamente nas várias formas de sentir. Tenho o coração cravado de troféus que me alimentam a vontade de dar cada vez mais de mim a esta associação. Sempre que assisto a um evento seja com que caracter for, competitivo, meramente amigável, social ou comunitário sinto-me pequenina perante tamanha grandiosidade técnica e humana o que faz deste grupo um grupo especial cheio de talento e valores humanos em vias de extinção. O trabalho é árduo e diário quer da parte dos ginastas quer dos seus treinadores que são incansáveis na passagem de conhecimento, de disciplina e no aperfeiçoamento das suas técnicas e os ginastas evoluem na sua aprendizagem com toda a dedicação e entrega a uma modalidade que amam de coração.

É tão inspirador ver os olhos destas crianças e jovens brilharem de emoção e orgulho por pertencerem a esta família gímnica que irá fazer parte das suas vidas para sempre porque momentos de emoção como vivenciam no seio desta família vão marcá-los pela sua vida fora.

No início da vida de ginasta da minha filha mais velha quando assistia a algum sarau ou espetáculo parecia que me encontrava sozinha com ela naquele espaço, os meus olhos procuravam-na e eu queria absorver através dela toda a felicidade e energia que sentia e sabia que ela me procurava com o olhar e que todo o seu esforço era para mim misturando aqui a sua aprendizagem do sorriso que foi um processo longo e a música, que acompanha sempre estes momentos, era algo mágico que me enchia o coração! E de repente já lá vão alguns anos de ginástica e de envolvência neste mundo maravilhoso tão de todos nós onde se criam coreografias de grupo que são autênticas obras de arte inesquecíveis por todos os que as entendem com o coração.

A AGGV cresce todos os dias com o contributo de todos os que se entregam a esta causa de corpo e alma desde os seus incansáveis treinadores, passando pelos ginastas , dirigentes e os pais que tanto contribuem para que este sonho se torne realidade.

Avancemos então com dignidade, respeito e com a paixão comum por esta modalidade até porque já ficou provado por várias vezes que “o céu é o limite” e que os afetos aqui vividos irão fazer parte da história de vida destes jovens para sempre…

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

MERCHANDISE

OUTROS TESTEMUNHOS

Ana Carreiró

O meu percurso no Grupo de Ginástica de Vouzela iniciou-se há cerca de 13 anos e com ele nasceu uma grande paixão.  Quando entrei na

Ler mais

Subscreva a nossa newsletter